Paciência

Pedes que eu te conte tudo, do começo ao fim. Foi só meia taça de vinho, mas foi o suficiente para que eu despejasse tudo o que meu coração segura há cinco meses. No silêncio do meu quarto, numa noite chuvosa de sábado em que eu distinguia pouco além dos teus cabelos contra a luz débil que vinha das frestas da janela, eu resolvi falar.

Contei tudo, do começo ao fim: o que senti quando te vi pela primeira vez e como foi que arranjei coragem pra te chamar pra sair. Muito do que eu disse foi a repetição do que já sabias, mas tuas respostas, que vieram sem que eu as pedisse, me eram inéditas. Enquanto deitavas no meu colo, eu ouvi todos os teus medos, tuas alegrias e teus temores. As coisas que pensaste de mim desde o princípio, as tuas ressalvas e reservas.

E então eu percebi como, dentro de mim, guardo um espaço pequeno e indigno para ti no meu coração. Talvez por medo, talvez por ressentimento, não sei dizer… mas mereces mais de mim – não nos meus atos, dos quais até me orgulho,mas nos meus sentimentos. Mereces um lugar mais espaçoso na minha mente e no meu coração, algo diferente dessa despensa escura que te dei, e que calmamente chamas de suíte presidencial.

Os teus atos comedidos, tuas palavras bem escolhidas, que eu sempre considerei falta de interesse ou desconsideração, na verdade são paciência. A minha pressa em ouvir, dizer e obter definições inexistentes me fazem esquecer de que o que temos é lindo. Quase me arrisco a chamar de perfeição a forma com que tua mão encaixa na minha, ou a forma com que nossos dias se dão – seja com litros de cerveja em um bar ou com o netflix aberto em casa.

O escuro escondeu minhas lágrimas. Minhas mãos percorreram teus cabelos com força e gratidão, e me permiti sentir de verdade. Contemplei tua existência nas minhas horas e nos meus dias, e então eu percebi que pela primeira vez em anos, eu não me sinto perdida ou sozinha. O que senti naqueles minutos de silêncio foi mágico: você entrou neste apartamento há cinco meses, mas sem nem saber, só ontem entrou de verdade no meu coração.

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s