Solidão

A melancolia penetra nos meus poros e inunda o meu sangue. Ela é quase visível: uma substância nem azul e nem cinza, uma cor estranha como aquela que fica nos pincéis de aquarela quando muitas cores se misturam. Tento respirar fundo, mas nem todo o oxigênio do mundo vai satisfazer os meus pulmões. Falta alguma…

Abismos

O ano virou e eu resolvi me apaixonar – me entregar de verdade daquela forma que a gente sempre se impede de fazer. Depois de tudo que você fez por mim, e me levar para uma cidade estranha foi só uma dessas coisas, entregar meu coração de bandeja pareceu natural. Ao longo do verão, os…